Nata

Educação técnica profissional em panificação e laticínios para alunos(as) do ensino médio.

Logotipo Extra

Sobre

O Núcleo Avançado em Tecnologia de Alimentos (NATA) é um programa que oferece ensino médio integrado a cursos de Panificação & Confeitaria e Leites & Derivados. O objetivo é formar técnicos(as) especializados(as) para as indústrias, redes de varejo e controle de qualidade.

Criado em 2009, está localizado no Colégio Estadual Comendador Valentim dos Santos Diniz, em São Gonçalo (RJ), em uma parceria entre o Instituto GPA, a Secretaria de Estado de Educação e a Secretaria de Agricultura.

O NATA desenvolve e incentiva atividades práticas nas usinas piloto, monitoria, estágio interno e externo, trabalhos de iniciação científica e a participação dos alunos em feiras e congressos do setor, além de estágio obrigatório de 120 horas.

ADEQUAÇÃO DURANTE A PANDEMIA DE COVID-19

Em 2020, devido à pandemia, as atividades presenciais foram suspensas e toda grade curricular foi transferida para atividades remota, com conteúdos didáticos publicados na Plataforma disponibilizada pela SEEDUC.  

Os(as) professores(as) tiveram que se reinventar e transformar as aulas que envolvem bastante prática em atividades online, com receitas de pães, bolos e iogurtes transmitidos em aulas ao vivo e pequenos vídeos. Também foram realizados mais encontros com os(as) alunos(as) e seus pais ao longo do ano para dar maior apoio na solução de dúvidas e acompanhamento dos resultados. 

Os recursos que antes eram destinados pela SEEDUC à merenda dos(as) alunos(as) passaram a ser distribuído em cestas básicas para suas famílias.

IMPACTO Números de 2020

  • 342 alunos(as) atualmente no NATA.
  • 108 alunos(as) foram formados(as) no último ano, sendo: 56 no curso de Leite & Derivados e 52 no curso de Panificação & Confeitaria.

Depoimentos

"Os anos no NATA me fizeram amadurecer bem rápido, entender as responsabilidades, como se portar em qualquer lugar, como tratar as pessoas e as dificuldades que a vida a cada dia apresenta. O período da pandemia foi muito complicado, não só para mim, mas para todos(as). Era o meu último ano e os desafios foram muitos, mas a maior conquista foi levantar a cada dia e conseguir realizar as tarefas de casa e da escola. Aprendi muito com isso e mesmo sendo um ano terrível, consegui na maioria das vezes, ganhar dia após dia. Isso me fez crescer bastante."

Gustavo da Costa e Sá Aluno do NATA

"Sempre tive dentro de mim o desejo de ensinar. No final de 2015, tive a oportunidade de realizar esse sonho quando fui selecionada para ocupar a vaga de professora de confeitaria no NATA. No ensino presencial, o foco era a parte prática da confeitaria que ocorria na usina da escola, onde os(as) alunos(as) tinham a oportunidade de assistir a demonstrações de preparos e durante a aula colocar em prática o que foi ensinado. Como a pandemia impossibilitou as aulas práticas, encontrei no ensino remoto uma grande oportunidade de compartilhar com os(as) alunos(as) conhecimentos específicos que de fato irão ajudá-los(as) a compreender melhor os ingredientes e processos, os preparando para terem autonomia na vivência prática."

Christiane Silva de Souza Professora de confeitaria no NATA desde 2015